segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Palavras não ditas!

Devia ter te dito tantas coisas quando tive a chance. Mas era tão infantil meu jeito de amar que sem perceber te deixei partir magoado por minhas palavras não ditas.
Tinha tantas coisas para te dizer, mas deixei o tempo passar. Sei que agora é tarde, mas precisava dize-las mesmo assim.
De todas as coisas que tenho a dizer, a principal é: me desculpa.
Me desculpa por não dizer o quão lindo eu achava o seu sorriso. Me desculpa por não dizer o quão boa era a sua companhia. Me desculpa por não dizer que... sim, eu te queria em minha vida. Me desculpa por dizer que não te amava, sendo que não passava de uma mentira infantil. Sim, eu também te amava. Me desculpa por ser infantil. Me desculpa por querer sempre ter razão. Me desculpa por só te criticar. Me desculpa por não tentar entender. Me desculpa por não ter te apoiado. Me desculpa por ter tido medo.
Sei que ter medo, todos temos, mas o meu medo te magoou e te deixou partir. Por isso te peço: me desculpa.
Agora posso te deixar ir de vez e guardar só nossas doces lembranças. Espero que você esteja feliz e que ela não cometa os mesmos erros que eu. Espero que quando necessário, ela saiba se desculpar, e que sempre diga o quão importante você é.
Essas são minhas palavras não ditas: me desculpa por não me desculpar. Simplesmente me desculpa. (E)

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Por que amar?

E nos poucos anos que já vivi, fui tentada a acreditar na tão dura lição de que a coisa mais fútil era amar.
Meu coração, já cansado de apanhar se perguntava: "por que amar?"
Mas ainda assim, minha teimosia em acreditar era maior que o cansaço do meu tão surrado coração que continuou a caminhar.
E a cada passo errado, meu coração ia chorar e já não aguentando mais, expulsou de vez a esperança de amar.
Quando não podia mais amar, você chegou tão delicadamente que nem senti Seu aproximar, e na bagunça feita por mim, Você estava a arrumar.
O tempo foi passando, e já não tinha mais a dor por companhia. E a voz que dizia que eu não era ninguém, foi substituída pelo silêncio que gritava ao mundo o quão especial eu sou para Você.
E hoje quando me pergunto:" por que amar?" logo sorrio e respondo:" porque Você me amou primeiro me ensinando assim, a AMAR." (E)

sexta-feira, 13 de junho de 2014

O presente imerecido.

Como foi fácil conhecer Teu amor em cada coisa criada por Ti.
Reconhecê-Lo em cada minuto perto de pessoas, que em minha visão tão limitada, eram dignas do Teu amor.
Como foi fácil acreditar que Tu podes fazer todas as coisas, e Teu amor tão grande muda a história de alguém invisível para o mundo, mas conhecido por Ti.
Como foi fácil conhecer-Te como espectador, mas sem acreditar que tamanha misericórdia chegasse a mim, ou que tão grande amor um dia seria palpável a mim.
Não podia acreditar que alguém tão Majestoso como Tu olharia para mim. Não com tão terno amor.
Acreditava que Tu podes todas as coisas, mas não tinha O como meu amigo.
Até o dia que Teu amor me envolveu, não por merecê-Lo, mas por sua bondade e misericórdia que ouviram meu grito de socorro em meio ao silêncio e viram em mim o que ninguém mais podê ver, um pecador sem esperança, um pecador perdido, um pecador que não conseguia se sentir amado, mas ansiava por conhecer-Te como meu Aba-Pai.
Foi então que Tua graça me abraçou e me constrangeu, me mostrando que para Ti todos temos valor, até mesmo o pior pecador como eu, em Ti encontra paz e o amor que nossa alma tanto busca. E escutamos Tua doce voz sussurrando ao nosso ouvido: "Eu te amo".
Não importa quantos caminhos já trilhamos, mas em cada um deles Tua graça esteve lá criando caminhos de volta para o nosso lar, Tua graça esteve conosco mesmo nos caminhos mais errados, mostrando o Teu amor imerecido por nós.
Sou grato por tão grande amor que minha história mudou e uma grande obra ainda está a fazer. (E)

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Rigoroso inverno!

O que todos nós queremos é viver um amor que valha a pena e tudo o que vale a pena é conquistado com muito esforço e perseverança sendo poucos os  que tem coragem de assumir todos os riscos de cultivá-lo.
Antes da primavera há  um rigoroso inverno e não conseguimos enxergar nada além de rios congelados, muita neve, dias cinzentos e sem vida. Aquilo que um dia foi um lindo jardim, agora não passa de troncos retorcidos.
Em nossos corações, não  conseguimos ver nada além de desilusões e desencontros. Nenhuma promessa de melhora, nos fazendo acreditar na morte do amor.
Mas o inverno não representa morte e sim vida. É o processo que todo amor passa até estar pronto para desabroxar na primavera.
Enquanto aos nossos olhos encontramos desesperança, no solo dos nossos corações, a semente do amor está  resistindo tudo o que parece ser um obstáculo para florecer e dia após dia ela vai ficando forte, madura e criando profundas raízes.
Por mais que a primavera pareça apenas um sonho distante, o amor resiste até o dia que está pronto para mostrar ao mundo a mais linda e delicada flor.
Ainda que tudo pareça sem vida em nossos corações, temos que continuar acreditando.
O amor é assim... Passa pelo teste do tempo, pela dificuldade da descrença, pelo obstáculo do preconceito, mas se realmente for verdadeiro... Resiste e supera um a um dos mais difíceis testes e no momento certo floresce para que todos possam admirar. (E)

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Encantos Despercebidos

Há pessoas que dizem que meia noite é o momento mais escuro da noite.
Eu, por outro lado, acho que a meia noite tem seus encantos e seus mistérios. Encantos muitas vezes desprezados por muitos.
Já dizia o sábio poeta, é nas horas mais escuras da noite que podemos ver as estrelas com maior facilidade.
Mas o encanto da meia noite vai muito além das estrelas.
Amo ver que é meia noite em ponto, pois com ela renasce a esperança de um dia que está apenas começando.
Um novo dia que pode estar começando escuro, mas que nos traz a promessa de um novo amanhecer em poucas horas e junto com o início dele, carregamos a sabedoria de erros cometidos no dia anterior e a oportunidade de tentar fazer tudo dar certo; fazendo de um modo diferente.
Ou ainda quando somos supreendidos com uma meia noite nublada, podemos ter a certeza do amanhecer mais ensolarado das nossas vidas.
Não se desespere por ser 23:59. Em apenas 60 segundos tudo pode mudar. É apenas uma questão de ponto de vista.
Pode até ser que quando chegar a meia noite, tudo continue escuro e incerto, mas nunca perca a esperança de que em poucas horas surgirá um novo amanhecer. Cheio de brilho, cheio de paz, cheio de esperança. Cheio de vida para você. (E)

sábado, 4 de janeiro de 2014

Os dois lados da moeda.

Muitas vezes achamos que o nosso problema é o medo de amar.
Eu acredito que nosso problema seja mesmo o medo. Mas não o medo de amar e sim o medo de permitir que alguém nos ame também.
Amar alguém é difícil mas ter coragem de deixar que alguém nos ame é ainda pior.
Amar alguém é descobrir a outra pessoa. Conhecer os acertos, os erros, as qualidades, os defeitos. Mas é como uma corrida sem riscos.
Quando você permite que alguém te ame. Você permite que o seu coração esteja vulnerável, você deixa a outra pessoa vasculhar cada cantinho do seu coração. Você permite que ela conheça quem realmente você é com seu lado alegre e também seu lado mais sombrio.
É correr o risco de entregar o coração para uma outra pessoa sabendo que ela pode machucá-lo, mas ainda assim preferir a doce sensação do amor correspondido. (E)