sábado, 4 de junho de 2016

Carta de Despedida

Essa é apenas uma carta de despedida. 
Então te desejo tudo de bom, que você seja feliz. Que seu sorriso seja... Nossa! Faz tempo que não te vejo! Desejo que...
Faz realmente muito tempo que não te vejo. Mas tenho a certeza de que foi melhor assim. Te perdi por minha imaturidade. Por não saber demonstrar que te amava. Por orgulho de não pedir para você ficar, mas realmente te deixar partir foi o melhor.
Você foi embora e nunca olhou para trás. Admiro isso! Dizer que não senti sua falta e que ainda não sinto, seria mentira, assim como todos esses anos passei mentindo para mim mesma, dizendo que tinha encontrado alguém para te substituir.
No fundo eu sabia que eu queria que aquele sorriso, ou o corte de cabelo maneiro fosse seu. Sabia que a blusa xadrez azul, que eu tanto amava, ficaria mil vezes melhor em você, mas isso não vem ao caso. O que mesmo vai mais em uma carta de despedida?
Ah! Sim, Desejo que seus sonhos...
Não que ele não fosse um cara legal, não me entenda mal. Eu o amei pelos motivos errados. Eu o amei porque ele era seu oposto. Porque ele não tinha nada que me fazia lembrar você. E quando ele foi embora, tive que encarar a dura realidade de que eu ainda te am... Desculpa, precisava justificá-lo e concluir o pensamento. 
Vamos continuar...
Fui corajosa o bastante para te deixar ir. Agora, tenho que ser corajosa o suficiente para seguir em frente.
Você foi uma das parte mais bonitas de mim. Digo até que uma das partes preferidas também. Sempre lembrarei com carinho, mas precisamos seguir nossos caminhos. Puxa vida! Como espero que por um descuido da vida, poder te esbarrar uma última vez, nem que seja por apenas sessenta segundos, só para poder olhar seu sorriso, o brilho do seu olhar, sentir seu cheiro e ouvir a sua voz. Ou quem sabe a vida pudesse te trazer por um período um pouco maior? Para podermos ser bons conhecidos, sei que bons amigos seria difícil, mas poder falar novamente com você já seria um bom começo! Eu não sei o que o futuro reserva para nós, talvez tudo, talvez nada. Só saberei deixando o tempo seguir. Ops! Mas entendo perfeitamente que temos que seguir em frente e provavelmente você não volte mais. Tudo bem! É a vida não é? 
Sei que dizem que não há apenas uma pessoa que se encaixa "perfeitamente" em nossas vidas e concordo, por isso estou seguindo em frente, mas realmente sinto que é você! Juro! já tentei de todas as maneiras te tirar do meu coração, mas de uma forma estranha, você continua lá. Algo não me deixa desistir de você.
Hum! Olha eu perdendo o foco de novo...
Sim confesso. gostaria de tê-lo aqui outra vez. 
Estou bem diferente. Passei por muitos tombos, tenho muitas cicatrizes, mas sou uma sobrevivente. Estou uma bagunça imensa, mas já estou colocando as coisas no lugar e você é uma das coisas que tenho que colocar um ponto final, guardar numa caixinha de recordações e deixá-lo numa prateleira bem no alto do meu coração,  aquela prateleira que a gente quase não mexe.
Acredito que passamos o que tínhamos que passar um afastado do outro porque as coisas teriam saído do nosso controle e ficariam ainda pior, nós teríamos nos machucado mais profundamente.
Olha só que descuido o meu! Vou ser objetiva e manter o foco daqui pra frente.
Como eu disse no começo, é apenas uma carta de despedida, então, te desejo coisas, que você seja feliz e encontre alguém que faça parte da sua felicidade. desejo paz, saúde, amor recíproco. Que Deus te fortaleça para você conquistar seus sonhos e objetivos. Que você tenha bons amigos que possa contar. Te desejo tudo de bom sempre.
P.S.: Ignore as palavras desse coração teimoso que insiste em dizer que te ama e tem esperança que no futuro  você escolherá ele novamente. Ele ficará bem! Eu prometo! Não é nada demais!E mais uma vez, é apenas uma carta de despedida, então, adeus! (E)

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Volte a cantar!

Ah! Meu passarinho engaiolado.
Você não canta mais.
Desde que caiu das alturas, preferiste a gaiola do que a sua liberdade.
A gaiola te serviu como uma falsa cura, um lugar de proteção.
Mas sem perceber, perdeste o brilho no olhar e deixaste sua alegria do outro lado ficar.
Agora meu amado passarinho já não posso mais suportar, te ver assim calado e com lágrimas no olhar.
Abro as portas da sua prisão e te deixo voar.
Voa bem alto.
Vá sua felicidade buscar.
Quem sabes assim tú voltes a cantar?
Voa além das nuvens e se ponha a cantar, pois é somente com seu canto que meus sonhos posso encontrar. (E)

terça-feira, 26 de maio de 2015

Estranhamente confortável

Ah! Como ela queria que tudo estivesse em seu devido lugar. Como desejava que a vida fosse somente flores, brisa suave e sorrisos.
Lutava para que tudo ficasse perfeito e que a casa estivesse limpa e sempre cheia de amigos.
Ela se agarrou desesperadamente à linha tênue que separa o lado bom do lado desastroso e até funcionou por um tempo.
Ela teve a falsa sensação de que tudo estava sob controle e que tudo ia ficar bem para sempre. Mas bastou nada mais que um segundo, um único segundo, para que tudo mudasse. Para que seu mundo desabasse, e nessa jornada chamada vida ela se perdeu. 
Teve seu coração partido de tantas formas, que pareceu que nunca mais poderia tê-lo inteiro novamente. 
Se perdeu tão profundamente, que ao olhar para o espelho já não se reconhecia mais. Não reconhecia seus ideais, seus amigos, os motivos pelos quais um dia valeu a pena lutar, seus sonhos. Simplesmente não sabia mais quem ela era. Uma total estranha naquele espelho.
Tudo o que restava eram lembranças e fantasmas que a assombrava todas as noites, e como uma criança assustada, ela chorava baixinho. Ainda assim, todas as manhãs ela tinha o mais belo sorriso estampado em seu rosto e sempre repetia para os que a sua volta estavam: "Tudo vai ficar bem. A vida é bela! Não desista! Uma hora tudo melhora" Não se sabe se para motivá-los ou para se auto-convencer de que valeria a pena tudo aquilo que não fazia sentido algum. 
E dia após dia, olhando para o espelho ela dizia:" tudo vai ficar bem!'
Com o tempo ela aprendeu a acreditar nisso de que para ver o arco-íris  é necessário passar pela tempestade.
Hoje, ela se sente em casa, não por ter encontrado um lugar específico, mas porque se sente bem na pele dela. Descobriu que precisava se perder para descobrir quem realmente é. Para descobrir a força que tem dentro dela e que a vida vale a pena. Pode aprender que as coisas mais simples tornam a vida mais bela, leve e feliz.
Entendeu que as tempestades deixam cicatrizes, mas acima de tudo, mostram vencedores. E por isso passou a amar cada cicatriz que representava uma tempestade vencida. 
Pela primeira vez em muito tempo, ela olhou para o espelho e gostou do que viu. Não por ser perfeita, mas por entender que cada defeito fazia parte dela e a junção deles com suas qualidades a tornavam única.
Ela aprendeu a apreciar um dia de sol respirando o mais fundo possível e sorrindo, antes que surgisse uma nova tempestade, pois elas fazem parte e viver é isso: Arriscar! Viver cada momento! Se deixar quebrar e se reconstruir! Mas jamais deixar de dançar! (E)

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Palavras não ditas!

Devia ter te dito tantas coisas quando tive a chance. Mas era tão infantil meu jeito de amar que sem perceber te deixei partir magoado por minhas palavras não ditas.
Tinha tantas coisas para te dizer, mas deixei o tempo passar. Sei que agora é tarde, mas precisava dize-las mesmo assim.
De todas as coisas que tenho a dizer, a principal é: me desculpa.
Me desculpa por não dizer o quão lindo eu achava o seu sorriso. Me desculpa por não dizer o quão boa era a sua companhia. Me desculpa por não dizer que... sim, eu te queria em minha vida. Me desculpa por dizer que não te amava, sendo que não passava de uma mentira infantil. Sim, eu também te amava. Me desculpa por ser infantil. Me desculpa por querer sempre ter razão. Me desculpa por só te criticar. Me desculpa por não tentar entender. Me desculpa por não ter te apoiado. Me desculpa por ter tido medo.
Sei que ter medo, todos temos, mas o meu medo te magoou e te deixou partir. Por isso te peço: me desculpa.
Agora posso te deixar ir de vez e guardar só nossas doces lembranças. Espero que você esteja feliz e que ela não cometa os mesmos erros que eu. Espero que quando necessário, ela saiba se desculpar, e que sempre diga o quão importante você é.
Essas são minhas palavras não ditas: me desculpa por não me desculpar. Simplesmente me desculpa. (E)

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Por que amar?

E nos poucos anos que já vivi, fui tentada a acreditar na tão dura lição de que a coisa mais fútil era amar.
Meu coração, já cansado de apanhar se perguntava: "por que amar?"
Mas ainda assim, minha teimosia em acreditar era maior que o cansaço do meu tão surrado coração que continuou a caminhar.
E a cada passo errado, meu coração ia chorar e já não aguentando mais, expulsou de vez a esperança de amar.
Quando não podia mais amar, você chegou tão delicadamente que nem senti Seu aproximar, e na bagunça feita por mim, Você estava a arrumar.
O tempo foi passando, e já não tinha mais a dor por companhia. E a voz que dizia que eu não era ninguém, foi substituída pelo silêncio que gritava ao mundo o quão especial eu sou para Você.
E hoje quando me pergunto:" por que amar?" logo sorrio e respondo:" porque Você me amou primeiro me ensinando assim, a AMAR." (E)

sexta-feira, 13 de junho de 2014

O presente imerecido.

Como foi fácil conhecer Teu amor em cada coisa criada por Ti.
Reconhecê-Lo em cada minuto perto de pessoas, que em minha visão tão limitada, eram dignas do Teu amor.
Como foi fácil acreditar que Tu podes fazer todas as coisas, e Teu amor tão grande muda a história de alguém invisível para o mundo, mas conhecido por Ti.
Como foi fácil conhecer-Te como espectador, mas sem acreditar que tamanha misericórdia chegasse a mim, ou que tão grande amor um dia seria palpável a mim.
Não podia acreditar que alguém tão Majestoso como Tu olharia para mim. Não com tão terno amor.
Acreditava que Tu podes todas as coisas, mas não tinha O como meu amigo.
Até o dia que Teu amor me envolveu, não por merecê-Lo, mas por sua bondade e misericórdia que ouviram meu grito de socorro em meio ao silêncio e viram em mim o que ninguém mais podê ver, um pecador sem esperança, um pecador perdido, um pecador que não conseguia se sentir amado, mas ansiava por conhecer-Te como meu Aba-Pai.
Foi então que Tua graça me abraçou e me constrangeu, me mostrando que para Ti todos temos valor, até mesmo o pior pecador como eu, em Ti encontra paz e o amor que nossa alma tanto busca. E escutamos Tua doce voz sussurrando ao nosso ouvido: "Eu te amo".
Não importa quantos caminhos já trilhamos, mas em cada um deles Tua graça esteve lá criando caminhos de volta para o nosso lar, Tua graça esteve conosco mesmo nos caminhos mais errados, mostrando o Teu amor imerecido por nós.
Sou grato por tão grande amor que minha história mudou e uma grande obra ainda está a fazer. (E)